Dicionário - Verbetes

RELAÇÃO ESCOLA-COMUNIDADE

Autor: MARÍA TERESA MACHADO DURÁN

A relação escola-comunidade, junto a outras relações que envolvem a família e o resto das instituições sociais de cada localidade, constitui um dos vínculos essenciais para levar adiante o trabalho educativo da escola. Para trabalhar os vínculos dessas entidades, S. Medina e A. Álvarez (apud ÁREAS, 1995, p.90) acunharam o termo comunidade pedagógica, que definem como o “entorno físico formado a partir do lugar de procedência de seus estudantes dentro do qual estão as instituições e organizações sociais, a família, centros de trabalho de diversos tipos com os quais a escola deverá fazer todas as coordenações pertinentes para cumprir sua função educativa. Inclui também aquelas instituições que, sem estar no raio de ação da escola, têm entre suas funções atender a população desta e de outras áreas, tais como museus, círculos sociais e casa de cultura”. Embora o término per se não seja suficientemente extenso, a noção que encerra constitui uma prática formativa importante da escola cubana que, em sua concepção de educação, leva em consideração todo o processo de interação entre as mais diversas influências educativas da comunidade e do sujeito que se está educando.

A comunidade é o cenário natural, também sociocultural, em que transcorre de maneira natural a vida do homem. Os costumes e tradições de uma região ou bairro estão refletidos na vida cotidiana e influenciam uma formação de valores adequada ou inadequada. A história da comunidade e suas tradições constituem exemplos para crianças e jovens e, em última instância, são premissas essenciais da sua formação patriótica cidadã. Pertencem à comunidade os Conselhos de Escola, em que estão representados os pais, as instituições, organizações e organismos da comunidade, os quais elaboram em conjunto os planos de ação de acordo com as necessidades e interesses de todos, mas com especial ênfase nos estudantes. As ações formativas na escola e na comunidade costumam aparecer numa relação triádica com a família. Dentre as vias que facilitam sua inter-relação, podem mencionar-se as atividades docentes e extradocentes, promoção de ações que facilitam o conhecimento dos costumes, tradições, história, patrimônio da comunidade, grupos de reflexão, círculos de interesse, escolas de educação familiar, atividades políticas, esportivas, culturais e recreativas, orientação para a saúde, entre outras. (HARNECKER, 1996, p. 44).

BIBLIOGRAFIA:

ARIAS, H. La comunidad y su estudio. La Habana: Pueblo y Educación, 1995.

HARNECKER, M. El condado: construyendo casas y transformando al hombre. La Habana: Ciencias Sociales, 1996.

NÚÑEZ, E; CASTILLO, S; MONTANO, S. La escuela y la família en la comunidad: uma realidad socioeducativa de hoy. La Habana: Pueblo y Educación, 2002.

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | L
M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V

Dica de pesquisa: no use acentos!



Verbetes Relacionados

----- A -----

----- B -----

----- C -----

----- D -----

----- E -----

----- F -----

----- H -----

----- I -----

----- J -----

----- L -----

----- M -----

----- N -----

----- O -----

----- P -----

----- R -----

----- S -----

----- T -----

----- U -----



gestradoufmg@gmail.com
TEL.: +55   31   3409.6372
 


AV. ANTÔNIO CARLOS, 6627
BELO HORIZONTE - MG - BRASIL
CEP: 31270-901
HOME
QUEM SOMOS
APRESENTAÇÃO
PESQUISADORES
PARCEIROS
CONTATO
PESQUISAS
PUBLICAÇÕES
ARTIGOS
LIVROS
TESES E DISSERTAÇÕES
OUTRAS PUBLICAÇÕES
NOTÍCIAS
EVENTOS
DICIONÁRIO
APRESENTAÇÃO
VERBETES
SOBRE OS AUTORES
AGRADECIMENTO
DEDICATÓRIA